Vera, Portugal -> Eslovénia, TC

A Vera é de Portugal e fez um Training Course na Eslovénia. Esta é a partilha da sua experiência!

12376281_10206481942341959_7066792219677275266_nNo passado mês de Dezembro tive a oportunidade de participar numa formação internacional na Eslovénia com o tema “ProPer Development – Professional and Personal Development”. Comigo partiu a Tânia, ela também por parte da Associação Mais Cidadania e tal e qual como eu residente no norte de Portugal. Não nos conhecíamos, embora morarmos no mesmo país e participarmos na mesma aventura através da mesma associação. Conheci a Tânia no aeroporto, era cedo e tivemos ainda tempo para nos conhecermos e conversarmos um bocadinho. Sem dúvida que estávamos as duas com um nervosinho no estomago mas na sua maioria pela ansiedade e pela vontade de ir nesta descoberta. A formação decorreu em Osilnica, uma terra na fronteira da Eslovénia com a Croácia, embora o grupo se tenha encontrado todo na capital Luibliana, nessa altura ainda nos aguardavam duas horas de viagem até ao nosso destino.

Foi interessante ver a diferença entre a chegada e o regresso (já no final da formação), os grupos que no início estavam formados apenas pela semelhança da língua e dos conhecimentos que unia cada participante, no final deram lugar a novos acentos no autocarro e novas amizades que nos portariam para uma união pós formação.

12373281_10206473956982330_2686185118951726062_nChegamos a Osilnica, depois de termos deixado os nossos pertences nos quartos e de termos finalmente descansado e assentado a adrenalina da viagem, pudemos finalmente jantar e partir para a descoberta e conhecimento dos outros companheiros de aventura e de nós próprios.

Foi uma formação bastante intrínseca e introspectiva, quando inicialmente pensámos que seria apenas o saber abordar e ligarmo-nos com os jovens e a sociedade, demos por nós numa viagem em nós próprios e enfrentarmos algumas barreiras e muros por nós mesmos construídos. Por uma semana percorremos a “viagem do herói” dentro de nós próprios, encontramos os prós e os contras na nossa abordagem connosco e com o outro, e os jovens que até agora eram desconhecidos vindos de outros países tornaram-se ouvidos e membros desta partilha, que até a um certo ponto era individual mas que no fim de contas era uma só voz com os mesmos medos e inseguranças, com as mesmas visões positivas e negativas e onde a partilha de conhecimentos, ideias e opiniões deram lugar a uma posição de reflexão e união.

12345466_10206437295225809_7092905046049953425_nFoi uma semana onde o “eu” esteve no centro de batalha mas saiu vitorioso, pois como dizia Wilton Lazarotto “E se der medo… finge que tem coragem e vai com medo mesmo”. No fim, somos apenas seres humanos que tentam ajudar ao máximo que conseguimos mas que por sermos humanos por vezes nos perdemos no caminho.

O final da formação foi provavelmente o momento mais difícil da semana. Ao fim de uma semana intensa onde estas pessoas partilharam e ouviram, sair daquelas paredes parecia uma missão quase impossível para no fim voltar à realidade.

Advertisements

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s